Sesc dia 3 de set: Barracão Teatro estreia espetáculo sobre o mistério da vida

A peça é uma ficção sobre a principal fragilidade humana: o inevitável encontro com a morte. Através do encantamento das artes e do riso, Circo Misterium oferece uma reflexão de forma leve, mas profunda, sobre o tesouro mais rico que temos: a vida

Você já pensou o que faria se fosse parar no portal entre a vida e a morte? O circo, com sua pluralidade de estilos, faz um elogio à vida e à diversidade religiosa de forma poética e cômica no espetáculo Circo Misterium, do Barracão Teatro, importante centro de investigação das Artes da Cena localizado em Campinas. A apresentação será no dia 3 de setembro, sexta-feira, às 19h, com transmissão gratuita pelo instagram.com/sescaovivo e youtube.com/sescsp.
O palhaço Zabobrim, interpretado por Esio Magalhães, ao se engasgar com uma bola de pingue-pongue acaba chegando ao portal entre a vida e a morte. Nessa tênue linha, se vê diante de suas certezas e dúvidas sobre a própria existência, num possível dia do próprio juízo final.
Imaginando estar na porta do céu e sabendo-se um pecador inveterado, começa a rezar desesperadamente para se salvar. Porém, ao contrário do que esperava, surgem vários seres imortais representando princípios de diversas religiões, crenças e filosofias, que serão apresentados por artistas circenses e suas múltiplas especialidades como lira, bambolê, faixa aérea, Buuggeng, força capilar e acrobacia mão a mão.
Além dos imortais, Zabobrim encontra Scientia, um cientista que vem estudando o portal para descobrir o que é a morte, e assim entender o significado e o sentido da vida. Juntos, compartilham sensações para a tão enigmática resposta, sempre com respeito à ciência e às religiões que tentam dar sentido à existência humana.
Impulso criativo
Em tempos tão difíceis, em que o fundamentalismo e a violência por intolerância religiosa se naturalizam cada vez mais em nossa sociedade, falar sobre o mistério da vida com poesia, humor e muito respeito é importantíssimo para elevar o nível de convivência e sociabilidade entre os concidadãos. “A espiritualidade sempre esteve e está presente na experiência humana e na sua relação com o mistério da vida: de onde viemos, para onde vamos, o que fazemos aqui?”, questiona o ator Esio Magalhães, que interpreta Zabobrim.
Para ele, as religiões são os caminhos por onde os seres humanos escolhem, cada um à sua maneira, exercer a relação com a espiritualidade. “É uma manifestação cultural necessária, capaz de trazer alento, unir pessoas e ajudar a superar dificuldades. A ciência também é um caminho que busca, por meio de evidências, explicar este mistério”, reflete.
O processo de criação de Circo Misterium teve início em meio à pandemia. Desde janeiro de 2021, o elenco trabalhou de forma remota para construir, com segurança, a dramaturgia e os números que compõem o espetáculo. Na fase de finalização da obra, foram realizados ensaios híbridos entre virtual e presencial.
Assim como a morte não avisa o dia e nem horário para chegar, Esio// fez uma imersão sobre o tema da finitude. Na sua página do Instagram, promoveu encontros com pessoas de diversos segmentos para que relatassem como encarariam se estivessem no portal entre a vida e a morte. O ator conversou, ainda, com representantes religiosos como Vanda Fonseca Coelho (Espiritismo), Mãe Eleonora (Candomblé), Soha Chabrawi (Islamismo), Daniel Lima (Umbanda), Bruno Davanzo (Budismo), André de Azevedo (Cristianismo) e Daniel Zekhry (Judaísmo).
O espetáculo é uma ficção sobre a principal fragilidade humana: o inevitável encontro com a morte. Através do encantamento das artes e do riso, Circo Misterium enseja uma reflexão de forma leve, mas profunda sobre o tesouro mais rico que temos: a vida.
Ficha técnica – Circo Misterium
Parceria: Cia Gravitá
Direção, Dramaturgia e Concepção de Cenário: Esio Magalhães
Assistente de Direção: Tiche Vianna
Elenco:
Alessandro Coelho
Bárbara Francesquine
Débora Ishikawa
Esio Magalhães
Helder Vilela
Mai Yamachi
Sandra Silva
Vulcanica Pokaropa
Vozes:
Zamam: Carol Badra
Rigpa: Clarissa Kiste
Ser de Luz: Maria Helena Chira
Rahamim: Marina Mathey
Irandiran: Pascoal da Conceição
Anama Anga: Patrícia Bastos
Música Original: Marcelo Pellegrini
Diretor de Corte: Julio Matos
Cenário – execução: José Soares (O Hiperurânio Cenografia)
Lona – execução: Jader Morais (Tio Bocão)
Figurino: Helen Quintans
Costureira: Cleusa Quintans
Arte Gráfica: Ana Muriel
Concepção e operação de Luz: Beatriz Nauali (Luzamba Iluminação e Sonoridade)
Operação de som: Erico Damineli
Produção executiva: Cau Vianna
Produção: Barracão Teatro
Serviço
Circo Misterium
Quando: 3 de setembro/2021, sexta-feira
Horário: 19h
Onde: transmissão gratuita pelo instagram.com/sescaovivo e youtube.com/sescsp
Gratuito
Duração: 70 minutos
Classificação: Livre, mas não é um espetáculo infantil.
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar