“NA SALA COM CLARICE”, PEÇA LITERÁRIA DE ODILON ESTEVES EM HOMENAGEM AO CENTENÁRIO DE CLARICE LISPECTOR, RECEBE INDICAÇÃO AO PRÊMIO APCA DE TEATRO NA CATEGORIA ESPETÁCULO VIRTUAL

/

Espetáculo on-line oferece um recorte de composições da autora para que o público possa escolher quais deseja ouvir, com a interpretação do ator. Duas novas obras foram incluídas por Odilon Esteves no cardápio de textos para a temporada em janeiro: “A fuga” e “A repartição dos pães”. As apresentações acontecem aos sábados e domingos, sempre às 20, pela plataforma Zoom,

e seguem até o dia 31.

 

 

Em “Na Sala com Clarice”, Odilon Esteves reúne obras que compõem um panorama das múltiplas facetas de Clarice Lispector, incluindo narrativas em que podemos perceber a própria autora em diferentes fases da vida. A cada sessão, o ator oferece ao público 15 opções de textos para cinco serem escolhidos e apresentados na sequência, ao vivo e on-line, da sala do Odilon para a sala do espectador. O ator conta que o retorno em janeiro trouxe novidades: “Incluímos os textos ‘A fuga’ e ‘A repartição dos pães’, duas obras que não estavam na lista de textos em dezembro.”

 

Além disso, a peça, que estreou em dezembro de 2020 e já teve mais de 2.500 pessoas on-line, está entre as indicadas ao Prêmio APCA de Teatro na recém-criada Categoria Espetáculo Virtual, sendo o único projeto mineiro a receber a indicação. Além de “Na Sala com Clarice”, estão participando duas peças de São Paulo, uma do Rio de Janeiro e uma de Recife.

 

A proposta do projeto é apresentar alguns dos textos da Clarice Lispector na íntegra, oralizando a palavra escrita com vistas a potencializar o encontro desta com o público. O espectador é munido de ferramentas para acessar outras camadas da obra de Clarice, praticamente sem cortes no seu original. Os elementos oferecidos ao espectador se alternam a cada rodada de apresentações, para estimular as escolhas: leitura de pequenos trechos; apresentação das sinopsesexposição de objetos relacionados aos textos, sem que o público conheça sequer seus títulos.

 

As transmissões são gratuitas e acontecem pela plataforma Zoom, com duração de 60 a 90 minutos, variando em função dos textos escolhidos pelo público. A segunda temporada segue até o dia 31 de janeiro, sempre aos sábados às 20h e domingos às 19h. No dia 29 (sexta-feira), às 20h, haverá sessão especial com intérprete de Libras. A retirada dos ingressos é pelo Sympla (www.sympla.com.br). O espetáculo faz parte da programação do #CCBBemCasa e tem patrocínio do Banco do Brasil.

 

| CICLO DE PALESTRAS |

Além das apresentações, o projeto propõe um ciclo de palestras sobre Clarice Lispector com abordagens que aprofundam a leitura e a análise de sua obra.

 

“A repartição dos pães”, por Noemi Jaffe (11 de janeiro, às 19h): é escritora, professora e crítica literária. Doutora em literatura brasileira pela USP, dá aulas de Escrita Criativa na Casa do Saber, no curso de Formação de Escritores do Instituto Vera Cruz e n’A Escrevedeira. Também trabalha como crítica literária para o jornal Folha de São Paulo.

 

“Clarice: a casa, a terra é o céu”, por Maria Homem (25 de janeiro, às 19h): graduada em Psicologia pela USP, com mestrado em Psychanalyse et Esthétique pelo Collège International de Philosophie e pela Universidade Paris VIII, e doutorado em Teoria Literária e Literatura Comparada pela USP. Atualmente colabora com a PUC-SP e FAAP. Tem experiência na área de Psicanálise, Cultura e Estética, atuando principalmente nos seguintes temas: psicanálise, literatura, cinema e subjetividade.

 

As palestras são gratuitas e os ingressos retirados pelo Sympla.

 

| CCBB, CENTENÁRIO DE CLARICE e TEATRO ON-LINE |

O CCBB começou as comemorações do centenário de Clarice em março de 2020 com a estreia, no Rio de Janeiro, do musical “A HORA DA ESTRELA – O Canto de Macabéa”, protagonizado por Laila Garin. Uma semana depois, a temporada teve que ser suspensa em função do isolamento físico. Para não dar uma pausa a essa comemoração tão importante, NA SALA COM CLARICE chega para uma celebração via streaming.

 

“O CCBB sempre fomentou novos formatos, sabe da importância disso. Como espectador e frequentador deste espaço vi a renovação acontecer muitas vezes. Além disso a celebração do centenário de Clarice Lispector não podia parar. “NA SALA COM CLARICE” continua a festa começada com “O CANTO DE MACABÉA” e, segundo o próprio CCBB, este musical volta à cena em 2021, quando as condições sanitárias permitirem”, comenta Odilon.

 

Atualmente os 4 CCBBs reabriram, mas continuam ofertando programação digital, como forma de permitir às pessoas uma alternativa cultural aos eventos presenciais.

 

| FICHA TÉCNICA |

Textos: Clarice Lispector. Concepção e atuação: Odilon Esteves. Codireção e direção de arte: Fernando Badharó. Trilha sonora: Barulhista. Iluminação:Lucas Pradino. Intérprete de Libras: Marcella Alves de Sousa. Produção Executiva: Ricelli Piva. Direção de produção: Juliana Sevaybricker. Produção: Agentz Produções

 

Duração: de 60 a 90 minutos (dependendo das escolhas do público)

Classificação etária: 12 anos

Ingressos gratuitos pelo site (peça e palestras)https://www.sympla.com.br/nasalacomclarice

Lotação: 995 pessoas

 

| TEMPORADA + PALESTRAS|

Retomada das apresentações: 09 a 31 de janeiro | sábados às 20h e domingos às 19h

Sessões com intérprete de LIBRAS: 29/01 (sextas-feiras) às 20h

Palestras:

11/01/2021 – Noemi Jaffe

25/01/2021 – Maria Homem

 

Assessoria de imprensa do CCBB

Belo Horizonte – Bárbara Guimarães – [email protected]

Brasília – Pedro Emidio – [email protected]

Rio de Janeiro – Bianca Mello – [email protected]

São Paulo – Leonardo Guarniero – [email protected]

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar