Home Destaque Música Barroca sul-americana é destaque de concerto na Casa Fiat de Cultura

Música Barroca sul-americana é destaque de concerto na Casa Fiat de Cultura

7 min read
0
0
Foto: Divulgação

A música barroca foi criada na Europa, no século XVII, e difundida pelo mundo, especialmente nos países colonizados, à época, por europeus, como Brasil, Peru e Bolívia. Com o intuito de mostrar a riqueza dessa mistura, neste domingo, 21 de outubro, a Casa Fiat de Cultura recebe a Orquestra Minas Barroca e Coro, que se apresenta no programa Música na Capela. Com regência de Guilherme Matozinhos da Silva, o concerto dará destaque às composições sul-americanas e incluirá, também, músicas de origem italiana e portuguesa.

Entre os compositores, grandes nomes do barroco mineiro, como Lobo de Mesquita e Manoel Dias de Oliveira. A apresentação será na Capela de Santana, localizada nos jardins da Casa Fiat de Cultura, às 11h. O concerto tem uma hora de duração e a entrada é gratuita, com espaço sujeito à lotação (80 lugares).



O concerto tem início com duas composições mineiras do século XVII, de autoria desconhecida: “Deus Deus Meus” e “Pueri Hebraeorum”. A apresentação segue com músicas de Tomás de Torrejón e Velasco (1644-1728), compositor nascido na Espanha e radicado no Peru. Dele, serão interpretadas “Ave Verum Corpus” e “A Este Sol Peregrino”. A música italiana integra o programa com “Confitebor tibi Domine”, de Giovanni Battista Pergolesi (1710-1736).

Em seguida, voltam as composições sul-americanas. A orquestra interpretará dois trechos da “Missa em Fá” do principal representante do barroco mineiro, Lobo de Mesquita (1746-1805); uma composição boliviana do século XVII, de autoria desconhecida, intitulada “Pastorela Ychepe Flauta”; “De mim já se não lembra”, do cariocaAntônio José da Silva (1705-1739); e “Herói que busca”, de um grande compositor mineiro do período colonial, Manoel Dias de Oliveira (1738-1813). Novamente na Europa, o concerto é encerrado com a música portuguesa, também de autoria desconhecida, “Sã qui turo zente pleta”, composição sacra do século XVII.

Desde 2015, o Música na Capela busca ampliar a formação musical do público, ao oferecer apresentações de experientes corais e grupos de câmara, com repertório diversificado e acesso gratuito. O programa é uma realização do Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e da Casa Fiat de Cultura, com patrocínio de Fiat Chrysler Automóveis (FCA), Banco Fidis, Fiat Chrysler Finanças, Fiat Chrysler Participações e Banco Safra, e com apoio de Circuito Liberdade, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha), Governo de Minas e Governo Federal.



Orquestra Minas Barroca e Coro

A Orquestra Minas Barroca e Coro foi fundada em 2013, por Guilherme Matozinhos da Silva, regente e diretor musical, com o auxílio do musicólogo Domingos Sávio Lins Brandão. O grupo dedica-se a executar os registros do patrimônio histórico da produção musical do barroco mineiro e brasileiro, atuando na pesquisa e na difusão desse gênero. Seu repertório abrange, também, a música barroca internacional, desde o século XVII até o século XIX. A orquestra já realizou importantes apresentações dentro e fora do Brasil, incluindo países como Peru, Itália e Alemanha.

Informações

Música na Capela de Santana da Casa Fiat de Cultura

Orquestra Minas Barroca e Coro

21 de outubro de 2018, domingo, das 11h às 12h

Entrada gratuita

Espaço sujeito à lotação (80 lugares)

Programa

 

Anônimo                                                             Deus Deus Meus

Anônimo                                                             Pueri Hebraeorum

Tomás de Torrejón e Velasco                         Ave Verum Corpus

Tomás de Torrejón e Velasco                        A Este Sol Peregrino

G.B. Pergolesi                                                   Confitebor tibi Domine

J.J.E. Lobo de Mesquita                                 Missa em Fá | Kyrie e Glória

Anônimo                                                           Pastorela Ychepe Flauta

Antônio José da Silva                                     De mim já se não Lembra

Manoel Dias de Oliveira                               Herói que busca

Anônimo                                                         Sã qui turo zente pleta

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais Destaque

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *