Home Diversos Mitos e verdades sobre como aprender inglês

Mitos e verdades sobre como aprender inglês

8 min read
0
0

Preciso ler para entender.” – Você não precisa ler para entender o que se escuta. Você precisa ESCUTAR!!!! E escutar muitas vezes. A fluência e a automação da atividade de falar e entender inglês surge do hábito de escutar muitas vezes as mesmas coisas até que a compreensão torna-se automática.

“Só se adquire fluência no idioma morando fora.” Se você vai ao país de língua inglesa, e não treina o idioma, de nada adiantará. Muitos brasileiros viajam para outros países e convivem com outros brasileiros, e não fazem nenhum esforço para assimilar o idioma, viram uns “esquisitos” que só socializam com quem fala português.

“Saber Gramática é necessário para se ter fluência em Inglês” Ter fluência em inglês é uma coisa. Falar inglês certinho gramaticalmente é outra. Pra falar certinho gramaticalmente é necessário experiência falando inglês fluente “erradinho” mas fluente e automático. A assimilação da gramática em inglês fica muito mais fácil quando já se fala e entende um pouco. O problema é que as escolas e professores acreditam que o inglês básico deve ser iniciado com ensino de gramática (o que é muito chato…). Porém, ensinar gramática em inglês é muito mais fácil que ensinar a falar e entender. Entende agora porque cismamos com gramática desde cedo?

Verdades
“Só se aprende a falar inglês ouvindo, ” – Se você quer falar inglês de verdade vai precisar ouvir muito. É impossível falar alguma coisa que nunca ouvimos. Preste atenção: tudo que você fala em português hoje, em algum momento da sua vida você já ouviu. Não será diferente com o inglês.

“Tentar aprender as regras gramaticais de inglês dificulta o desenvolvimento da fala e do entendimento de inglês rápido.” Desenvolva primeiro a habilidade de entender e falar, de conseguir fazer os sons da língua, de conseguir reconhecer os detalhes sonoros do idioma antes de assimilar regras gramaticais. Lembre-se: o que aprendeu primeiro em português? falar e entender ou as funções das “orações subordinadas”, predicativos, etc?

“Treinar Inglês é mais importante que Estudar Inglês” Encare seu desenvolvimento no idioma inglês como um treinamento físico. Treine um pouco todos os dias. Escute e fale todos os dias. Seu progresso será muito mais rápido do que se você se sentar em frente a um livro ou computador e estudar gramática, vocabulário, textos, etc.

Ativar e reprogramar a mente ajudam a aprender inglês

Atualmente, segundos dados da Instituição Global Education First (EF), publicados em 2017, brasileiros ocupam o 41° lugar em proficiência da língua inglesa. Apenas 5% da população tem domínio da língua inglesa. Os motivos são diversos: desistência por falta de tempo, dificuldades e pré-disposição para voltar a sala de aula, vergonha, medo, timidez ou até mesmo um bloqueio do inconsciente devido a uma experiencia negativa.
No entanto, aprender inglês de forma mais prazerosa é algo possível. A explicação vem de um estudo feito pela poliglota Cynthia Dell’Isola, que é apaixonada por idiomas. Há 12 anos ela se dedica a estudos para ativar o pensamento diretamente no inglês e reprogramar a mente do estudante, ressignificando o medo de falar ou de pronunciar erroneamente a palavra ou até mesmo de esquece-la, o que também causa impacto em diversas outras áreas da vida.

Cynthia explica que na fase adulta, os questionamentos, a tradução dificulta e prejudica o processo de aprendizado, estimulando inclusive instintos (reações) sabotadores como atacar, congelar ou fugir. Seu método de ensino consiste em reprogramar o inconsciente, desbloqueando as inseguranças e entraves na hora de falar, inclusive por meio da Programação Neuro Linguística.

É verdade que aprender inglês na infância é mais fácil. Sendo da forma natural, como a língua nativa ou da forma artificial, crianças têm mais facilidade do aprendizado. A explicação para isso está no fato da criança não ter vergonha de errar, além de aprender por meio da observação e repetição. E é essa experiencia e esse processo de aprendizado que Cynthia busca resgatar e apresentar aos adultos, tanto que os resultados da sua metodologia podem ser comprovados por centenas de pessoas que já participaram dos seus cursos de imersão.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais Diversos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *