Pular para o conteúdo

“Meu Destino é Ser Star, ao som de Lulu Santos”, em Belo Horizonte

    Fotos: Caio Gallucci

    Belo Horizonte é a primeira cidade na turnê nacional

    Após temporada de sucesso e crítica no Rio de Janeiro, o musical “Meu Destino é ser Star, ao som de Lulu Santos”, com cerca de 40 sucessos da carreira do cantor e compositor, viaja em turnê. E Belo Horizonte é a primeira cidade a receber a montagem. O espetáculo tem Renato Rocha como diretor geral e Zé Ricardo (cantor e curador do palco Sunset no festival Rock in Rio) diretor musical e arranjos.

    A narrativa conta a trajetória de jovens que buscam realizar seus sonhos profissionais e conquistar um grande papel em suas carreiras artísticas. A temporada mineira acontece no Grande Teatro Sesc Palladium nos dias 26 e 27 de abril (hoje às 21 h e domingo às 17h e 21h).

    Escrito por Diego De Angeli, Leandro Muniz e Renato Rocha, o espetáculo vem encantando a todos, pois aborda assuntos atuais e levanta questionamentos sobre as mais variadas relações. “O texto fala de TODA FORMA DE AMOR e sonhos, temas atemporais, assim como os sucessos desse grande ídolo do pop nacional”, diz o diretor Renato Rocha. Um espetáculo que prima por ser um musical emocionante, pop, atual e recheado de canções que marcaram vidas. Além de falar e mexer com emoções, traz à tona temas comuns a todos, como conflitos internos e superação pessoal.

    Elenco

    O elenco da montagem, que conta com dez atores e o lançamento da atriz Jéssica Ellen, que encara o primeiro musical da carreira. Também destacam-se Myra Ruiz, Mateus Ribeiro, Gabriel Falcão, Helga Nemetik, Victor Maia, Carol Botelho, Marina Palha, Ana Elisa Schumacher  e Leonardo Senna. Outra novidade dessa montagem será a participação do ator Diego Montez (“A Noviça Rebelde”), um ator fora do palco, que será o “host” do espetáculo, atuando nas redes sociais e mídias digitais, transitando e costurando o conteúdo do espetáculo online.

    “Toda a forma de amor”, como diz a música do cantor, é o nome da peça que os atores pretendem montar na trama. Tem força ainda por ser o gancho das histórias paralelas, que se cruzam na busca por um sonho, cuja narrativa são os conflitos internos e sociais que permeiam a vida de um artista, onde o reconhecimento através do seu talento será sempre uma busca em comum. A história cotidiana de quem quer ser um star, é levada ao palco, despida de preconceitos e rótulos, embalada pelos hits do cantor, como “Tudo bem”, ”Um Certo Alguém”, “Apenas Mais Uma de Amor”, “Condição”, “Tempos Modernos”, somando cerca de 40 músicas do repertório de um dos maiores hitmakers brasileiros.  “É um mergulho na carreira do Lulu unido à busca pelo sonho de ser uma estrela de musical”, explica Renato.

    Fotos: Caio Gallucci

    Serviço

    “Meu Destino é Ser Star, ao som de Lulu Santos”

    Data: 26 e 27 de abril (hoje, às 21h, e sábado, às 17h e 21h)

    Local: Grande Teatro do Sesc Palladium

    Ingressos:

    Plateia I – R$ 130,00 (inteira) | R$ 65,00 (meia entrada)

    Plateia II – R$ 90,00 (inteira) | R$ 45,00 (meia entrada)

    Plateia III – R$ 50,00 (inteira) | R$ 25,00 (meia entrada)

    Na semana de estreia do espetáculo o valor do ingresso terá um desconto de 30% (para venda até quinta-feira, dia 25).

    Vendas: https://www.ingressorapido.com.br/

    Duração: 02 horas e 30 minutos – Com 15 minutos de intervalo

    Classificação: 12 anos

    Informações: (31) 3270-8100

    Elenco:

    Jéssica Ellen, Myra Ruiz, Gabriel Falcão, Helga Nemetik, Victor Maia, Carol Botelho, Marina Palha, Mateus Ribeiro, Ana Elisa Schumacher e Leonardo Senna.

    Ficha Criativa:

    Texto – Diego De Angeli, Leandro Muniz e Renato Rocha

    Direção – Renato Rocha

    Direção Musical e Arranjos – Zé Ricardo

    Direção Vocal e Arranjos Vocais – Felipe Habib

    Direção de Movimento e Coreografia – Victor Maia

    Cenário – André Cortez

    Figurino – Bruno Perlatto

    Desenho de luz – Renato Machado

    Desenho de som – Carlos Esteves

    Produção de elenco – Marcela Altberg

    Audições

    A narrativa permeia a jornada que envolve a construção do teatro musical. Desde as audições, passando pela produção, todo o bastidor está ali, em cena, desnudado e compartilhado com o grande público. A trama mistura realidade e ficção em um dos seus atos.

    “A AUDIÇÃO”, cena, que traz um fato inédito na história teatral brasileira, onde em cada sessão tem um novo talento participando de um teste ao vivo e diante do público. Quem for selecionado (a), poderá participar do próximo musical da Aventura. Uma excelente oportunidade para quem quiser aparecer em cena. Um dos requisitos para os candidatos que pretendem participar é o de nunca ter feito parte de um musical profissionalmente. Dá para imaginar a adrenalina desses concorrentes? E se na hora “H” travar? E se for aplaudido de pé? Tudo pode acontecer! Cada sessão é única. “Pois não há tempo que volte amor, vamos viver tudo o que há para viver, vamos nos permitir…”

    Como se inscrever

    Para se inscrever, basta o candidato enviar um e-mail, com o currículo, informando ainda nome completo, nome artístico, telefones, endereço, bairro, município, estado, data de nascimento, idade, gênero, RG, CPF, línguas estrangeiras que tenha fluência, números da camisa e do calçado, peso, altura, manequim, se pertence a alguma agência, contando ainda, em cerca de três linhas, sobre a sua relação com o teatro musical e um vídeo cantando alguma música do Lulu Santos.

    Para participar da seleção, a princípio, é preciso encaminhar o material para [email protected]

    “O Renato Rocha nos trouxe a proposta de fazermos um espetáculo com a obra do Lulu. Então, tivemos a ideia de descortinar o backstage do musical para o público: as dores e as delícias dos atores, criadores e produtores do teatro. A Aventura está completando 10 anos e, agora, achamos que o público está pronto e interessado em conhecer um pouco mais sobre esses bastidores e a busca pelo sucesso”, afirmou Aniela Jordan, uma das sócias da Aventura, ao lado de Luiz Calainho, Fernando Campos e Patricia Telles.

    Zé Ricardo, diretor musical e de arranjos, está esfuziante com a sua estreia em um espetáculo do gênero “Tudo o que tenho hoje consegui através da música. Estar aqui ao lado desse elenco tão talentoso, pra mim, é espetacular. As letras do Lulu representam várias gerações. Fazem parte da vida das pessoas que vão nos assistir, certamente”, afirmou.

    Rate this post