Jardim, Palácio e Cultura: o universo museal vai atrás de seu público, agora, online

Os filmes que seriam lançados no cinema migram para as plataformas de streaming. Os cantores que viajariam o país em turnê fecharam patrocínios para a realização de lives na internet. Esse também foi o caminho para os museus e outros espaços culturais que também precisaram se reinventar para sobreviver ao distanciamento social ocasionado pela pandemia do coronavírus.

 

Quem tem vivenciado a transformação no universo museal é Tatiana Correia. À frente do Programa Receptivo e Educativo – gerido pela APPA – Arte e Cultura – do Palácio da Liberdade, a Tatiana conta que a pandemia também foi um choque. “O primeiro desafio da parceria foi rever a atuação da equipe educativa, inicialmente pensado para o público presencial”, conta ela.

 

Grande parte das ações continuam sendo readequadas para o ambiente virtual. Em março, foram lançados dois jogos de tabuleiro, em comemoração ao “Dia Mundial da Infância”, que abordam temáticas das paisagens culturais relacionadas ao Palácio da Liberdade e à Fazenda Boa Esperança, além das medidas de segurança contra a Covid-19. Em novembro passado, também foram promovidas atividades relacionadas ao Dia da Consciência Negra. “O próximo passo é uma ação de promoção do patrimônio a ser lançada na Semana Nacional do Meio Ambiente, em junho deste ano. Os jardins do Palácio da Liberdade, ricos em elementos históricos e espécies de plantas nativas, que compõem o seu projeto paisagístico, serão o foco das atividades. O público poderá saber mais sobre jardins históricos e desfrutar de seu acolhimento, com encontros mais seguros quando reaberto.”

 

RECUPERAR E REIMAGINAR

 

Na última terça-feira (18), o mundo celebrou o Dia Internacional dos Museus. O Centro de Formação e Tecnologia – Cefart, da Fundação Clóvis Salgado (FCS), e diversas outras instituições têm desenvolvido uma série de atividades relacionadas à comemoração nacional intitulada 19ª Semana Nacional dos Museus. Com o tema “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”, de 17 a 23 de maio de 2021, vários eventos simultâneos pelo Brasil propõem uma reflexão sobre o futuro dos museus, reforçando o compromisso criativo frente aos desafios da atualidade. Para acessar a programação do evento, clique aqui.

 

 

SOBRE A APPA

Com 28 anos de atuação, a APPA – Arte e Cultura – apoia as áreas de programação, produção e formação artística, por meio de Contrato de Gestão firmado com a FCS, e viabiliza a captação de recursos para patrocínios diretos ou relativos às leis de incentivo à cultura. Por meio do Termo de Parceria celebrado com Iepha/MG, desenvolve ações de requalificação, promoção e educação para o patrimônio cultural em Minas Gerais.

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar