Homem-Aranha: De Volta ao Lar

/

Se você é daqueles que tanto aguardava uma real retratação em filmes do Homem-Aranha que conhece dos quadrinhos, pode correr para o cinema essa semana e garantir sua poltrona acolchoada pois, dessa vez o garoto veio com tudo! Agora podemos realmente deixar de lado o herói de fala arrastada e de pouca veia humorística de Tobey Maguire e desapegar com respeito do ainda tão recente espetacular Andrew Garfield, mas não se esqueça da história de nascimento do herói adolescente (aquela já contada diversas vezes), nem um segundo desse longa foi gasto refrescando sua memória já tão viva!

A história de Peter Parker (Tom Holland) nesse filme começa durante os acontecimentos de “Civil War”, porém o enredo do filme se inicia logo após o que aconteceu no já longínquo primeiro Vingadores, onde Loki (Tom Hiddleston) deixou aquela bagunça na torre Stark. Sendo assim, temos a primeira visão sobre o nosso vilão, que nada mais é que um trabalhador árduo impedido de trabalhar e, diante dessas circunstâncias que aparecem para Adrian Toomes (Michael Keaton), acabam trazendo opções estranhas e suas escolhas acabam sendo erradas, daí podemos ver o real motivo de se nascer o Abutre.

Vulture from Columbia Pictures’ SPIDER-MAN™: HOMECOMING.

”Homem Aranha: De volta ao lar” mostra um adolescente que claramente descobriu seus poderes há pouco tempo e que, mesmo que saiba a mecânica de como utilizá-los, não faz a menor ideia de quando e onde. Por isso somos tragados para uma série de acontecimentos cômicos que são colocados exatamente onde devem estar, seguindo o bom humor do Aranha nos quadrinhos, que há muito vinha faltando nos filmes.

Como mostrado nos trailers, Tony Stark (Robert Downey Jr.) tem suas aparições no longa, mas de forma alguma o Homem de Ferro tira o foco do filme da personagem principal, ele e Happy Hogan (Jon Favreau) aparecem mais como (necessários) mentores para um ainda muito desastrado Peter Parker, que como qualquer bom super-herói, destrói muito a cidade para salvar a mesma.

A construção de quem é o Homem-Aranha foi muito bem desenrolada nesse longa. Podemos ver o jovem se esforçando para se firmar tanto como adolescente quanto como super-herói. Passamos de forma sutil por outros personagens, vilões e amigos e mesmo com seus nomes não citados, já ficamos com as especulações rodando a cabeça.

Podemos ver um pouco mais da cada vez mais jovem Tia May (Marisa Tomei) agora chamada simplesmente de May, conhecemos também o divertido Ned (Jacob Batalon), amigo de Peter, que é fã do Homem-Aranha mesmo não fazendo ideia de quem está por baixo da máscara.

Vemos de forma interessante que, para intensificar o fato de ainda estarmos no início da história do Homem-Aranha, o seu interesse romântico é Liz (Laura Harrier), já que o primeiro interesse romântico de Parker nos quadrinhos é Liz Allen. Nada de Gwens ou Mary Janes por aqui.

Laura Harrier (left) and Tom Holland in Columbia Pictures’ SPIDER-MAN™: HOMECOMING.

O longa trouxe uma mistura bem homogênea de ação, humor e drama adolescente, tudo em boas pequenas doses. Nada vergonhoso foi visto, todas as cenas foram muito bem-vindas!

Agora sim podemos ver uma relação forte entre o Homem-Aranha e os Vingadores. E possível palpar essa ideia de um modo que não víamos possibilidade anteriormente. Podemos dizer com mais certeza que o Homem-Aranha voltou de forma ainda mais espetacular para casa e agora queremos mais!

Darlene Daia

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar