CASA FIAT DE CULTURA apresenta os aspectos artísticos do monumento da cidade na versão Encontro com o Patrimônio

Durante bate-papo online, o escultor Leo Santana fala sobre o processo criativo e as técnicas envolvidas na elaboração de suas obras

 

A vida de uma cidade se manifesta, além de outras formas, por meio de sua arte urbana. Esculturas, bustos, monumentos arquitetônicos espalhados pelas ruas e pelas praças são testemunho da história e do patrimônio daquele local. Para abordar este tema, a Casa Fiat de Cultura realiza o Encontros com o Patrimônio “Monumentos Urbanos: arte, memória e cidade”. O convidado é o renomado escultor mineiro Leo Santana, que participa de um bate-papo ao vivo com a historiadora e coordenadora do Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura, Clarita Gonzaga. O evento será realizado no dia 15 de agosto, das 11h às 12h30, com participação gratuita e inscrições pela Sympla.

 

Durante o bate-papo, a historiadora do Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura, Clarita Gonzaga, vai falar sobre a arte urbana e a origem desse hábito de fazer interferências físicas nos espaços da cidade para prestar homenagens a personalidades ou marcar momentos importantes. “Essa prática é ancestral, desde a Pré-história há esse costume de marcar a cultura em determinado lugar. Mas, no Classicismo e no Neoclassicismo esse hábito é reeditado de maneira sistematizada, sobretudo na Grécia, com as esculturas dos imperadores e de grandes heróis, e em Roma, com a construção do Arco do Triunfo”, exemplifica.

Os monumentos urbanos atuam como suportes da história e são representativos de épocas, pessoas e fatos importantes. De acordo com a historiadora, a identidade dos lugares é construída a partir da memória coletiva, e os monumentos servem para preservá-la. “Os monumentos são veículos para que as pessoas se relacionem e se reconheçam naquele território, eles compõem a identidade das pessoas que compartilham esses espaços”, reforça.

Depois de falar sobre a perspectiva patrimonial e histórica, Clarita fará um “passeio” pelas ruas de Belo Horizonte, apresentando fotos e curiosidades de alguns monumentos. Esse percurso sai da Praça do Papa, onde está o “Monumento à Paz”, vai até os bustos do Parque Municipal, segue para o Obelisco da Praça Sete de Setembro, passa pela Praça da Estação, Praça da Liberdade, pela Biblioteca Pública, até chegar a Praça Savassi, onde estão Henriqueta Lisboa e Roberto Drummond, obras do escultor Leo Santana.

Mundialmente reconhecido pelas esculturas de personalidades – como a do escritor Carlos Drummond de Andrade, no calçadão de Copacabana, no Rio de Janeiro –, Leo Santana vai compartilhar com o público detalhes sobre o seu trabalho e falará sobre o processo criativo e as técnicas envolvidas na elaboração de suas obras. O artista conta que quando vai retratar uma pessoa, além do material fotográfico, ele busca saber um pouco mais sobre ela, como o que ela fazia e os seus hábitos. “Existe uma pesquisa por trás da criação das esculturas que não é apenas visual. Desta forma, fico com a emoção mais aflorada, vou criando uma afinidade e me sinto mais motivado. São como um filho, tenho o mesmo cuidado e dedicação com todas elas”, completa.

O Encontros com Patrimônio “Monumentos Urbanos: arte, memória e cidade” é uma realização da Casa Fiat de Cultura, com apoio do Ministério do Turismo, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, patrocínio da Fiat, do Banco Safra e da Gerdau, copatrocínio da Expresso Nepomuceno, da Sada, do Banco Fidis e do Mart Minas. A mostra tem apoio institucional do Circuito Liberdade, do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico (Iepha), do Governo de Minas e do Governo Federal, além do apoio cultural do Programa Amigos da Casa, da Brose do Brasil e da Brembo.

Leo Santana

O artista Leo Santana é mineiro de Teófilo Otoni e vive e trabalha, atualmente, em Belo Horizonte e Olinda, em Pernambuco. Formado em Publicidade e Propaganda e em Desenho Industrial, trabalhou como designer gráfico. Sua formação acadêmica deixou como marca o rigor no apuro das linhas e a visão tridimensional dos espaços. Leo Santana já retratou mais de 50 pessoas em esculturas e desenhos, e é considerado o mais famoso escultor de personalidades do país. Suas obras podem ser encontradas nas principais cidades do Brasil, na Europa e nos Estados Unidos. Já realizou sete exposições individuais e conta com obras em 14 cidades brasileiras, no Nordeste, no Sudeste, no Centro-Oeste e no Norte. Internacionalmente reconhecido, o artista já realizou exposições nos Estados Unidos e na Alemanha, além de ter sua obra comercializada e exposta na Itália, em Portugal, Alemanha e EUA. Até este momento, o artista Leo Santana experimentou, riscou, esculpiu e transformou mármore, bronze, argila, concreto, pincéis, tinta, lápis e papel, dentre outros materiais.

Casa Fiat de Cultura

 

A Casa Fiat de Cultura cumpre importante papel na transformação do cenário cultural brasileiro, ao realizar as mais prestigiadas exposições. A programação estimula a reflexão e interação do público com várias linguagens e movimentos artísticos, desde a arte clássica até a arte digital e contemporânea. Por meio do Programa Educativo, a instituição articula ações para ampliar a acessibilidade às exposições, desenvolvendo réplicas de obras de arte em 3D, materiais em braile e atendimento em libras.

 

Mais de 60 mostras de consagrados artistas brasileiros e internacionais já foram expostas na Casa Fiat de Cultura, entre os quais Caravaggio, Rodin, Chagall, Tarsila, Portinari entre outros. Há 15 anos, o espaço apresenta uma programação diversificada, com música, palestras, residência artística, além do Ateliê Aberto – espaço de experimentação artística – e de programas de visitas com abordagem voltada para a valorização do patrimônio cultural e artístico.

 

A Casa Fiat de Cultura é situada no histórico edifício do Palácio dos Despachos e apresenta, em caráter permanente, o painel de Portinari, Civilização Mineira, de 1959. O espaço integra um dos mais expressivos corredores culturais do país, o Circuito Liberdade, em Belo Horizonte. Mais de 3 milhões de pessoas já visitaram suas exposições e 560 mil participaram de suas atividades educativas.

 

SERVIÇO

 

Encontros com Patrimônio online – mês de agosto

Monumentos Urbanos: arte, memória e cidade

Convidado: o escultor Leo Santana

15 de agosto, das 11h às 12h30 – Bate-papo virtual

Evento gratuito, com inscrição pela Sympla: https://bit.ly/MonumentosUrbanos

 

Casa Fiat de Cultura

Circuito Liberdade

Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
This div height required for enabling the sticky sidebar